banner

 

 


REGULAMENTO CAMPEONATO
PARANAENSE INTERCLUBES DE SINUCA SÉRIES A,B e C

2017
Artigo 1º - Normas Gerais.

  1. Os jogos serão realizados na grande Curitiba nos clubes filiados, conforme calendário disponível no site da Federação Paranaense de Sinuca www.fprsinuca.com.br .
  2. O Clube participante deverá ser filiado a FPS e estar em dia com suas obrigações estatutárias.
  3. Para participar o clube filiado deverá quitar a anuidade da FPS no valor de R$ 450,00 (quatrocentos e cinquenta reais), obtendo o direito a participar com uma equipe em qualquer série, caso o Clube participe com mais de uma equipe deverá ser quitada também a inscrição da equipe no valor de R$ 300,00 (trezentos reais) por equipe.
  4. Os jogadores que disputarem apenas os campeonatos interclubes ficarão desobrigados do pagamento da anuidade do jogador para a FPS.
  5. O Clube deverá apresentar documento se responsabilizando pelos atos dos atletas sócios e não sócios, conforme deliberado em assembleia. 
  6. O Campeonato terá quatro etapas anuais.
  7. As etapas ocorrerão na sexta feira a partir das 19h15min e no sábado a partir das 09h15min para as séries B e C, e somente no sábado a partir das 9h15min para a série A.
  8. A tabela dos jogos será disponibilizada até 5 dias antes do evento para as séries B e C e no dia do evento para a série A.
  9. A regra a ser utilizada no campeonato é a “Six Reds” conforme aprovada em assembleia da FPS, onde se alterou o número de retornos de quatro para dois, ou seja, na terceira falta o jogador poderá: jogar ele próprio da posição resultante ou passar a tacada da posição resultante ou colocar a bola branca em qualquer lugar sobre a mesa, a não ser que a partida encontre-se no estágio de sinucas requeridas (onde a pontuação é superior a restante na mesa) ou quando a diferença de pontos dos jogadores for igual à quantidade de pontos disponíveis na mesa.
  10. Para os jogos serão utilizadas quaisquer umas das mesas medindo 2840mm x 1420mm (mesas de snooker nacional) disponíveis no clube anfitrião.
  11. Os eventos adotarão como traje o uniforme do clube, padronizado entre todos os jogadores da equipe. Não serão aceitas divergências entre atletas da mesma equipe. Atletas não uniformizados serão desclassificados da etapa, podendo participar nas demais.
  12. A Série A terá no máximo 10 equipes e as Séries B e C no máximo 16 equipes. 
  13. As equipes serão formadas por 5 jogadores, ficando limitada a inscrição de no máximo 6 atletas por etapa.
  14. O emparceiramento dos confrontos nas séries B e C é automático, podendo ocorrer a substituição de jogadores até 5 minutos antes do início dos jogos, na série A, a equipe tem 5 minutos depois de conhecer o adversário para alterar a ordem e escalação dos jogadores, caso não o faça prevalece o emparceiramento automático.
  15. Clube com duas ou mais equipes não poderá migrar atletas de uma equipe para outra durante a etapa. De uma etapa para a outra os atletas poderão mudar de equipe. Uma vez o atleta inscrito por um clube não poderá jogar pelos demais durante o ano.
  16. Fica permitido ao atleta jogar em outra Série, porém, o atleta somente poderá mudar para a série superior, e, uma vez na série superior não poderá jogar em categoria inferior naquele ano, por exemplo, atleta da série B poderá jogar na série A, mas não poderá retornar a série B naquele ano.
  17. Será permitido o Clube montar sua equipe com não associados, inclusive de outra região.
  18. Será aplicado em todas as categorias o sistema de Handicap já adotado pela FPS e disponível no endereço www.fprsinuca.com.br , da seguinte forma:
    1. Na série C não há limite máximo de handicap, ou seja, será admitido handicap até  nível 10.
    2. Na série B o nível mais alto de handicap permitido será 7, não significando que  jogadores com nível mais alto que 7 não poderão participar, apenas que terão seu  nível automaticamente rebaixado para 7.
    3. Na série A o nível mais alto permitido será 5, não significando que jogadores com  nível mais alto que 5 não poderão participar, apenas que terão seu nível  automaticamente rebaixado para 5.
  19. Os jogadores devem auxiliar na marcação dos pontos, nos momentos onde forem realizados confrontos em chaves de “dupla eliminatória” os integrantes da chave tem por obrigação auxiliar na marcação, nas demais fases aqueles que não estiverem jogando devem auxiliar, ficando a critério da comissão organizadora realizar convocações.
  20. Antes do início de cada confronto, deve ser combinado entre o marcador e os jogadores envolvidos, se o marcador poderá atuar como árbitro da partida ou se apenas irá marcar os pontos não interferindo no andamento da partida.
  21. As equipes e atletas, cabe respeitar e participar dos atos solenes dos eventos, incluindo solenidade de Abertura e Encerramento.

 
Artigo 2º - Formato dos Confrontos e Classificação.

  1. Para a Série A:
    1. Iniciando na “primeira fase”, jogos em melhor de 5 partidas, no sistema de   “chave em dupla eliminatória”, classificando as 4 equipes com os melhores  desempenhos.
    2. Na fase “semifinal”, jogos em melhor de 7 partidas, no sistema “eliminatória            simples”.
    3. Na fase “final”, decisão da equipe Campeã e Vice-Campeã, em melhor de 7              partidas.
  2. Para as Séries B e C:
    1. Iniciando na “primeira fase”, jogos em melhor de 3 partidas, no sistema de  “chave em dupla eliminatória”, chaves com até 8 equipes, classificando as 4  equipes com os melhores desempenhos.
    2. Na fase “quartas de final”, jogos em melhor de 3 partidas, no sistema de  “chave em dupla eliminatória”, uma chave de 8 equipes, classificando as 4

 equipes com os melhores desempenhos.

    1. Na fase “semifinal”, jogos em melhor de 5 partidas para série B e melhor de 3  partidas para série C, no sistema “eliminatória simples”.
    2. Na fase “final”, decisão do campeão e vice-campeão, em melhor 5 partidas.
  1. No sistema denominado “chave em dupla eliminatória”, significa que a equipe que perder 2 (dois) jogos na chave a que foi inscrita é eliminada.
  2. No sistema denominado “eliminatória simples”, significa que a equipe que perder o confronto está automaticamente eliminada, e a ganhadora automaticamente classificada para a próxima fase.
  3. O sistema de emparceiramentos será realizado por meio de sorteio dirigido, nas séries B e C onde há 2 chaves de até 8 equipes, serão cabeças de chave as 4

melhores equipes classificadas no ranking da modalidade (quando na primeira etapa ranking do ano anterior, nas demais ranking do ano vigente), na série A com uma chave de até 10 equipes, serão cabeças de chave as 2 melhores equipes classificadas no ranking da modalidade (quando na primeira etapa ranking do ano anterior, nas demais ranking do ano vigente), em ambos os casos na falta de uma equipe cabeça de chave, a próxima classificada será considerada como tal.

  1. Nos sorteios as equipes do mesmo clube serão separadas em chaves distintas, se possível.
  2. Equipes do interior serão direcionadas para a chave do sábado pela manhã, a fim de diminuir custos (Interclubes B e C).
  3. Os sorteios dirigidos serão sempre realizados em clube filiado com o acompanhamento de 2 ou mais pessoas.
  4. A sequência dos jogos e as mesas a serem utilizadas serão determinadas pela comissão organizadora.
  5. A classificação daqueles que ficarem empatados será definida com base na classificação do vencedor do confronto que eliminou a equipe, ou seja, a classificação do perdedor fica condicionada a classificação do vencedor.
  6. O sistema de pontuação está disponível no anexo 1.

 
Artigo 3º – Programa.

1- Para o descrito no Artigo 2º item 1:
a. Os jogos da “primeira fase” ocorrerão no sábado a partir das 09h15min, com  pausa de 1 hora para o almoço antes do início dos jogos de decisão de vaga.  b. As fases “semifinal” e “final” ocorrerão na sequência sem interrupção. 2- Para o descrito no Artigo 2º item 2:

  1. Os jogos da “primeira fase” serão divididos em dois momentos, na sexta feira a  partir das 19h15min será disputada uma chave de até 8 equipes e no sábado a

 partir das 9h15min a outra.

  1. A fase “quartas de final” terá horário previsto de início às 13h30min de sábado.
  2. Os confrontos das fases “semifinal” e “final” ocorrerão na sequência sem     interrupção.

 
Artigo 4º - Normas Técnicas, Desportivas e Disciplinares. 

  1. Durante os eventos estarão impedidos os jogos de atletas já desclassificados, bem como, jogos “apostados” ou qualquer outra prática que afronte as normas desportivas e deste campeonato.
  2. Antes do início dos jogos períodos de treinamento poderão ser autorizados pela comissão organizadora.
  3. Salvo o previsto em períodos determinados para treinamento, as mesas de jogos deverão ser utilizadas única e exclusivamente para partidas oficiais, inclusive nos intervalos, estando sujeito o participante que infringir a esta determinação a eliminação do evento.
  4. Para todos os jogos fica estabelecido o limite de 5 minutos para apresentação do atleta, contados a partir de sua chamada, com exceção dos jogos iniciais do dia onde fica estabelecido o limite de 15 minutos contados a partir do horário prédeterminado (19h15min para sexta feira e 09h15min para sábado). Ultrapassado esse tempo o jogador ausente será declarado derrotado por WO, a ausência dos 2 jogadores determina registro de derrota para ambos.
  5. Para aquecimento antes da partida, o jogador terá 3 minutos, podendo ser descontados do atraso na sua apresentação.
  6. É relevante destacar aos senhores atletas e respectivos dirigentes que serão rigorosamente observadas as normas que tratam do uso de tempo de ação para avaliação e/ou execução da tacada, constantes do Regulamento dos Esportes do  Bilhar da CBBS (art.8º incisos 15 e 16) a seguir transcritos:
    1. ainda que não intencional, é enquadrada como falta disciplinar a insistência no  uso de tempo excessivo, acima da média normal, na avaliação e/ou execução de  tacada.
    2. normalidade no tempo de ação é a média usada pela maioria dos jogadores do  evento, na avaliação, preparação e/ou execução de suas tacadas.
  7. Cumprimentos a adversários por “boa jogada” podem ocorrer, de maneira discreta que não atrapalhe ou influencie negativamente a ação do oponente.
  8. Quando um jogador estiver na tacada o seu adversário deverá permanecer em local fora do campo visual do seu oponente, preferencialmente parado. Respeitando as normas, será considerado como falta disciplinar o ato de movimentar-se e/ou posicionar-se em local inadequado, durante a preparação e/ou execução da ação do seu oponente.
  9. A tacada de um jogador não pode ser interrompida pelo seu adversário, mesmo que seja para entregar o jogo ou partida, o desrespeito desta norma será considerado falta disciplinar.
  10. Giz e outros materiais de uso não podem ser deixados sobre a tabela da mesa de jogo após a execução da tacada.
  11. Devem ser observadas as normas relativas ao uso de equipamentos e acessórios de cada clube, como:
    1. Cor do giz;
    2. Proibição de talco e afins;
    3. Posturas e praticas gerais de preservação dos equipamentos e acessórios e
    4. Responsabilidades de Atletas, Dirigentes e lideranças nos processos relativos as  normas ora citadas.
  12. É permitida a limpeza das bolas com produto oficial (Aramith Billiard Ball Cleaner), porém apenas no início do confronto, ou, quando em comum acordo, os atletas assim decidirem. O jogador que decidir realizar a limpeza das bolas deverá utilizar o seu tempo de aquecimento (3minutos) para tal feito.
  13. Durante a participação em jogos ou partidas é proibido o porte, uso e consumo de bebidas alcoólicas e o porte ou uso de cigarros e similares, mesmo que apagados.
  14. Durante a realização do evento, do início ao final, mesmo os desclassificados é proibido o porte, uso e consumo de substâncias proibidas pela legislação e normas desportivas.
  15. Aqueles identificados com claras evidências de consumo desses produtos, com sinais de embriaguez e/ou estado anormal, independentemente dos exames físicos a serem realizados e de estarem ou não atingindo coeficientes estabelecidos, quando confirmados por testemunhos, poderão ser sumariamente eliminados do evento e/ou receber penalidades segundo a gravidade da ocorrência. 
  16. Todo e qualquer comportamento e/ou ato não condizente com a boa ética, moral e desportividade praticado por participante do evento durante jogos e/ou a sua estada na cidade do certame, independentemente de local, momento e/ou classificações, sujeitará o infrator às penalidades previstas com a decorrente responsabilidade do clube respectivo.
  17. Aos Clubes caberá observar e orientar antecipadamente e simultaneamente os seus atletas representantes, em relação aos procedimentos corretos, incluindo o fornecimento de cópia deste regulamento ou indicação de formas para a sua obtenção. A FPS e a comissão organizadora do evento cobrarão dos integrantes e respectivos Clubes as responsabilidades de qualquer episódio que ponha em risco o padrão pretendido e necessário ao evento e ao esporte.
  18. Além das resoluções tomadas durante o certame, serão registradas as ocorrências anormais, suas consequências e soluções, com posterior encaminhamento à Diretoria da FPS e com as conclusões finais encaminhadas ao respectivo Clube para as providências e registros no prontuário do envolvido.
  19. Serão consideradas graves e, dessa forma, severamente analisadas, julgadas e penalizadas, as ocorrências comprovadas por documentos declaratórios e/ou testemunhos que indiquem existir prática dolosa em jogos ou fora deles, buscando viciar resultados de forma que venham favorecer e/ou prejudicar indevidamente a si e/ou terceiros, atingindo ou não o resultado ilícito planejado, resultando na aplicação de penas máximas para os envolvidos, incluindo a desclassificação imediata do certame, mesmo quando o infrator seja um simples assistente, quando vinculado a um clube.
  20. Equiparam-se aos casos enquadrados pela alínea anterior os flagrantes de “apostas” praticadas por integrantes do certame e/ou pessoas vinculadas à FPS que estarão sujeitas a iguais penalidades.

 
Artigo 5º - Penalidades.

1- Além das penas já descritas neste regulamento, outras penalidades poderão ser aplicadas, cumulativamente ou não. 2- São penalidades possíveis:

  1. advertência verbal e/ou escrita;
  2. perda ou anulação de partida e/ou jogo;
  3. perda de classificações;
  4. perda de pontos em ranking;
  5. perda de prêmios e direitos adquiridos;
  6. desclassificação ou eliminação;
  7. impedimento da participação em um ou mais eventos, de vulto igual, inferior ou       superior;
  8. exclusão por tempo, jogo e/ou evento específico;
  9. suspensão por tempo, jogo e/ou evento específico;
  10. desvinculação;
  11. expulsão; e/ou
  12. outra(s) penalidade(s) prevista(s) no CBJD.
  13. As penalidades serão aplicadas imediatamente, segundo a gravidade da infração e independente de ordem sequencial apresentada, podendo ser cumulativas, permitindo e preservando a posterior imposição de penalidades adicionais e/ou suplementares, em julgamento em esfera superior, após o encerramento da competição.
  14. É facultado à Direção e Comissões o direito de impor penalidade ao reclamante, no caso em que a reclamação impetrada for improcedente.

 
Artigo 6º – Premiação, Acesso/Decesso.

  1. No encerramento de cada etapa a FPS premiará os atletas da equipe Campeã e Vice-Campeã com mini-troféus ou medalhas.
  2. Na festa de encerramento anual as 4 equipes melhores colocadas anuais de cada categoria serão premiadas, com troféus e seus atletas com mini-troféus.
  3. Haverá premiação em forma de troféu para o atleta que realizar a maior tacada do evento. Troféu único de cada etapa será concedido apenas ao atleta que primeiro alcançou a pontuação de maior tacada contínua. Para definir o primeiro que alcançou a maior tacada será levado em conta a partida e a fase em que o jogador realizou a tacada, por exemplo, se um atleta realizou a maior tacada na terceira partida da primeira fase, e outro, realizou mesma tacada na primeira partida da primeira fase, significa que o jogador que realizou primeiro a maior tacada foi o que realizou na primeira partida da primeira fase, independente se um jogo ocorreu antes ou depois do outro, porém, se as tacadas forem realizadas na mesma fase e mesma partida, para realizar a premiação será utilizado o critério do tempo, ou seja, o que primeiro realizou no decorrer do evento.
  4. Em todas as categorias haverá Acesso e Decesso, da seguinte forma:
    1. Na série C as 2 equipes melhores classificadas terão acesso à série B.
    2. Na série B as 2 equipes melhores classificadas terão acesso à série A e as 2  últimas serão rebaixadas à série C.
    3. Na série A as 2 últimas equipes do ranking serão rebaixadas para a série B.
  5. Só serão rebaixadas equipes na série que estiver com o limite de equipes atingido.

        Anexo 1

 

 

 

 

Etapa

Ultima
Etapa

Campeão

20

30,0

Vice-campeão

15

22,5

3º e 4º

10

15,0

5º a 6º

8

12,0

7º a 8º

6

9,0

9º a 12º

3

4,5

13º a 16º

1

1,5            

Curitiba, 14 de março de 2017.
Júlio César Maus e Ricardo Caregnato